Sobre Nutrição

Busca


Área restrita do paciente:  

 
E-mail: Senha:  Esqueci minha senha!
 

Beleza e bem estar

Longevidade e saúde

O envelhecimento, apesar de ser um processo natural, submete nosso organismo a alterações anatômicas e funcionais, afetando diretamente nossa nutrição e nossa saúde.
Sabemos que hoje a expectativa de vida vem aumentando, com isso precisamos viver com mais qualidade, tendo a alimentação um importante papel.

Como a nutrição pode auxiliar no processo de longevidade?

  • Diminuindo a ação dos radicais livres que aceleram os processos degenerativos como o câncer e o envelhecimento.
  • Reduzindo os riscos de doenças crônicas como obesidade, hipertensão, diabetes, osteoporose, dislipidemias, entre outras.
  • Mantendo as doenças sob controle impedindo suas complicações.
  • Fortalecendo o sistema imunológico contra infecções, alergias e doenças oportunistas.

Dicas Nutricionais:

  • Aumente o consumo de ômega-3 (peixes e semente de linhaça), pois este auxilia na proteção cardiovascular e na prevenção do câncer, por ser um antioxidante e antiinflamatório natural.
  • O azeite extra virgem é um ótimo óleo de origem vegetal, por ser rico em ácido graxo oléico (ômega 9) responsável por inibir a oxidação de LDL (colesterol).
  • Segundo estudos, indivíduos que consomem fibras possuem uma maior longevidade, uma vez que a regulação do trato gastrintestinal diminuiria o risco para câncer de estômago e de intestino. Além disso, um intestino saudável absorve melhor os nutrientes e nos protege de substâncias e agentes patogênicos.
  • Os flavonóides são pigmentos naturais presentes nos vegetais que atuam na prevenção do envelhecimento, na inibição de carcinomas e doenças cardiovasculares. Insira na sua dieta alimentos como uvas, maçã, brócolis e soja.
  • Ainda sobre os flavonóides, uma boa notícia para os chocólatras é que o chocolate amargo possui epicatequina e ácido gálico, compostos responsáveis por proteger os vasos sanguíneos, promovendo assim a saúde do coração, mas não exagere na porção.
  • Consuma alimentos fontes de selênio (castanha de caju, nozes, sementes de girassol, peixes), este mineral é importante uma vez que auxilia o sistema imunológico, está presente na conversão do hormônio tireoidiano T4 para o hormônio ativo T3, diminui o risco de acúmulo de colesterol nas artérias, além dos estudos relacionarem o selênio como prevenção de câncer de próstata e de fígado.
  • Alimentos ricos em vitamina C (acerola, laranja, abacaxi, tomate) aumentam a produção de colágeno e diminuem o stress oxidativo mantendo uma pele mais saudável.
  • Reduza o consumo de sal (até 6g por dia) para evitar o desenvolvimento de hipertensão, uma das patologias associadas com o avançar da idade. Cuidado não só com o sal de adição, mas principalmente com o excesso de alimentos prontos e industrializados, ricos em conservantes e realçadores de sabor que também contém sódio.
  • Estresse, tabagismo e alcoolismo aliados a uma alimentação rica em gorduras e açúcares representam muitos débitos ao organismo, aumentando os riscos para doenças cardiovasculares, envelhecimento precoce e o aumento de colesterol.
  • Pratique atividade física, ela auxilia na prevenção de fatores de risco, como o aumento do peso corporal, a resistência à insulina, a hipertensão e a dislipidemia, reduzindo o risco cardiovascular.

 
 

Bronzeamento

 
 

Além da cenoura, muitos alimentos são importantes para melhorar o bronzeado. Alguns estudos trazem que o consumo adequado de vitaminas do complexo B, incluindo o ácido fólico, é importante, uma vez que fixa por mais tempo o bronzeado na pele. Saiba mais sobre os nutrientes envolvidos na saúde da pele.

Mais
 

Longevidade e saúde

 
 

O envelhecimento, apesar de ser um processo natural, submete nosso organismo a alterações anatômicas e funcionais, afetando diretamente nossa saúde. Saiba como ter uma alimentação correta para uma melhor qualidade de vida.

Mais
 

TPM

 
 

A TPM ou também chamada de desordem disfórica pré-menstrual atinge aproximadamente 75% das mulheres. No entanto apenas 8% têm sintomas muito intensos.

Mais